Mensagem do Presidente da Câmara Municipal

Boa Romaria de S. Bartolomeu!

Estimados Barquenses,

É com enorme satisfação que tenho a honra de, pela primeira vez, enquanto Presidente da Câmara Municipal de Ponte da Barca, endereçar a todos este convite para participação na mais genuína das romarias, a Romaria de São Bartolomeu.

Agosto é mês de muitas festas e romarias, mas nenhuma tão bonita como a nossa, a Romaria de São Bartolomeu, a mais genuína de todas! Festa maior da nossa terra, como já uma vez lhe chamei, porque assim o é, de facto, festa de uma semana intensa e de orgulhosa celebração da alma barquense.

Venham as alvoradas de morteiros, os festivais folclóricos, as concentrações de “Zés Pereiras”, os cantares ao desafio, o fogo de artifício, o nosso cortejo etnográfico, a venerada procissão e, este ano, a reassunção de outras das nossas tradições, esquecidas nos últimos anos, a mítica corrida de cavalos e a feira do gado, numa jornada de festa que culmina com a mais longa noite do ano preenchida pelo furor das nossas rusgas populares.

Momento alto de afirmação das tradições de Ponte da Barca, a Romaria de São Bartolomeu apresenta-se este ano com um vasto programa intergeracional, em que pontuam o orgulho e a alegria das tradições seculares da nossa terra, em perfeita sintonia com a vivacidade e o fulgor da criatividade e a novidade da inclusão de novos espaços, abraçando-se assim a vila de Ponte da Barca por inteiro, como nunca antes se abraçou!

Importa sublinhar que o tão rico e diversificado programa das nossas Festas resulta do trabalho e dedicação da nova Direção da Associação Concelhia das Festas de S. Bartolomeu, cuja agenda de trabalhos se pautou, desde o início, pela abertura à sociedade civil e autonomia de decisão, mas permanentemente articulada com a vontade do Município em dar um novo fôlego à nossa Romaria, conferindo-lhe um carácter mais jovem e dinâmico. Pedimos à Direção das nossas Festas isso mesmo, abertura à sociedade e reflexão e o resultado está à vista: uma programação de excelência com o envolvimento de praticamente todos os grupos musicais do nosso concelho e a recuperação de tradições entretanto perdidas que, estou certo, marcará o início de um novo ciclo de celebração da nossa Romaria! Impõe-se que inclua aqui um agradecimento à anterior direção da associação concelhia, bem como aos muitos voluntários e funcionários da autarquia.

Uma palavra de boas vindas aos nossos visitantes, mas sobretudo aos nossos emigrantes que, por estes dias, regressam à sua terra, à nossa terra, para reencontro com os seus familiares e com as suas raízes. A nossa comunidade que está espalhada pelo mundo é motivo de orgulho para o Município de Ponte da Barca. Os nossos emigrantes são os nossos mais genuínos embaixadores que com a qualidade do seu trabalho e a sua dedicação nos respetivos países de acolhimento diariamente reforçam o bom nome de Ponte da Barca. Consciente do valor que o seu empenho trará para o desenvolvimento do nosso concelho, reafirmo aqui a nossa aposta na criação de condições para que a nossa comunidade emigrante possa investir na sua terra e dar o seu contributo para que Ponte da Barca seja uma terra de oportunidades.

Pensar e sentir a Romaria de São Bartolomeu é viver verdadeiramente os versos do poeta barquense Manuel Parada, que com saudade e autenticidade escrevia: “…como sempre, cá estarei pronta a vivê-las de fio a pavio, desde o «morteiro» da alva, à serenata do Lima. Como sempre, cá estarei este ano, braços no ar – como flores ao vento – a dizer: «Eh Gentes! Bebei comigo a pureza, a graça, a beleza inconfundível de uma das mais antigas e reputadas romarias minhotas – as festas de Ponte da Barca»”

Sejam bem-vindos à terra de Fernão de Magalhães!
Sejam bem-vindos à terra que é Capital das Rusgas Populares!
Sejam bem-vindos à terra da mais genuína das romarias: a Romaria de São Bartolomeu!
Sejam pois bem-vindos a Ponte da Barca!

Augusto Manuel dos Reis Marinho
Presidente da Câmara Municipal de Ponte da Barca